sábado, 5 de junho de 2010

O brilho de certo olhar...

"Ganhaste meu coração

Com um só de teus olhares...

Com um só pingente
dos teus colares

Como tuas doçuras são belas."

Texto: Haroldo de Campos (1929-2003), poeta brasileiro.
Imagem: Cena de Pulp Fiction (Tempo de Violência), de Quentin Tarantino

33 comentários:

  1. Lindo, vou pesquisar sobre o autor.

    P.S.: o Divã tem sentido sua falta :)

    ResponderExcluir
  2. ...e o amor se condensa no olhar, no pingente, se faz semente.
    Abraços,
    Tânia

    ResponderExcluir
  3. A intimidade de um casal começa na troca de olhares...
    Belo poste!
    Lindos versos, adorei.
    Bjs meu
    Mila

    ResponderExcluir
  4. Meu querido...

    Você encontra a delicadeza dos sentimentos onde menos se espera... eu conhecia a poesia concreta de Haroldo de Campos, mas não conhecia essa leveza na obra dele.
    Você nunca mais apareceu pra tomar chocolate comigo. Vá lá, vá...?!
    Um domingo especial pra vc.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Até com menos viu meu caro! Por muito menos já fui arrebatado!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Lindo textinho! ^^
    Adoro os filmes do Tarantino!

    ResponderExcluir
  7. É nos olhar que tudo acontece.

    ResponderExcluir
  8. Juan, não sabia que a poesia de Haroldo de Campos tinha esse viés, digamos, lírico.
    Logo ele que desconstruiu o poema e subjugou a palavra.
    Total surpresa.
    Enfim...
    Amigo, forte abraço e ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  9. A doçura fica linda quando é sentida com amor.

    Espero não perder contato, viu?

    Noite de luz.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  10. Passando para deixar um abraço! Adorei o texto! Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Rafael, lindo demais.

    Abraços.

    Priscila Cáliga

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o autor então não posso dizer que estou "surpresa" com esse lado dele que não conhecia rsrs'
    Mas muito bonito o post =*

    ResponderExcluir
  13. Que lindo Juan.

    um encanto este verso do Haroldo.
    não conhecia este lado do poeta :)


    obrigada pela visita.
    estava triste com seu sumiço.

    rs.
    o Reino sente a falta dos amados leitores.

    uma boa noite,
    e bom fim de semana :)

    ResponderExcluir
  14. Muito bem-vindo ao http://significantess.blogspot.com/
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. Continuo sem conseguir te ler de meu computador pessoal. Uma pena... de qualquer forma, deixo um abraço.

    ResponderExcluir
  16. ah, juan, penso que quando um único olhar nos ganha, estamos realmente perdidos...ou achados de vez...
    belo esse poema, obrigada por compartilhar

    abraço pra ti

    ResponderExcluir
  17. Eu conheci Haroldo: grande figura! Não costumo celebrar seus poemas, mas este é um achado.

    ResponderExcluir
  18. És de bons gostos, isto é claro.

    ResponderExcluir
  19. Sim, conheci na Academia de Letras da Bahia, onde ele fez uma palestra e depois ficou conversando com todo mundo. Era uma enciclopédia.

    ResponderExcluir
  20. Haroldo é um gênio pois ele vê a poesia no mundo, ele retira a poesia forma, ele não faz opressão nem uma, ela vem naturalmente

    ResponderExcluir
  21. ganhar um coração hj em dia é tarefa difícil...

    ResponderExcluir
  22. os grandes cometimentos começam num olhar... é lá que o mais inteiro de nós estabeleceu a sua morada.
    um abraço, juan!

    ResponderExcluir
  23. Um olhar transforma o mundo.
    O de fora, e o de dentro.

    Um abraço grande Juan!!!

    ResponderExcluir
  24. Talvez assim somente as palavras não me bastasse. Melhor de tudo, é o que teus olhos me dizem.
    Bjs

    Livinha

    ResponderExcluir
  25. Incrível como pode-se sentir um encanto tão grande a partir de um detalhe (que, na verdade é repleto de representatividade).

    ResponderExcluir
  26. Uma ligação extravagante e maravilhosa. Você conseguiu captar um instante magnético, exatamente como o primeiro pingente dos colares que se seguiram logo após. Brilhante associação e nos resta agradecer o compartilhar. Abraços e felicidades.

    ResponderExcluir
  27. Texto muito bonito...o bom é que olhares doce ão dão diabetes ,rs.


    *Filme bom.

    ResponderExcluir
  28. A palavra bom repetida três vezes vem reforçar a sua ótima escolha, como diz um amigo meu, vulgo Pato, tudibom tudibom.


    ^^

    ResponderExcluir

- Chegue diante do quadro sem intenção preconcebida de sarcasmo.

- Olhe para a pintura do mesmo modo como olharia para uma pedra talhada. Aprecie as facetas, a originalidade da formam, a luta com a luz, a disposição da linha e das cores [...]

- Escolher um detalhe que seja a chave do conjunto, fixá-lo por um bom tempo, e o modelo surgirá.

- Nessa última comparação, deixar-se levar até as regiões da mais requintada Alusão.

Max Jacob


Que os vasos se comuniquem!

Related Posts with Thumbnails